MINUTO DE ECONOMIA


Prévia do PIB cai menos do que o esperado. Apesar da segunda onda, IBC-Br sugere que o primeiro trimestre não deve ser tão ruim quanto projetado pelo mercado...


O IBC-Br, indicador antecedente do Banco Central, caiu 1,59% em março, encerrando o primeiro trimestre de 2021 com alta de 2,30%.

O resultado do IBC-Br de março foi melhor do que a expectativa do mercado (-3,5%) e um pouco acima da projeção da GO Associados (-1,12%).



O resultado do IBC-Br surpreendeu positivamente. A expectativa era de uma queda maior em março, quando a segunda onda da Covid 19 obrigou estados e municípios a fecharem novamente o comércio e os serviços não essenciais.

Texto-base do projeto de lei do licenciamento (PL3729/04) é aprovado pela Câmara nesta madrugada...

Foram 300 votos favoráveis e 122 contrários. Hoje, pela manhã, os destaques do texto serão analisados para que o projeto siga para a análise do Senado Federal.


Conforme o deputado Neri Geller (PP-MT), vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, 13 tipos de atividades não precisarão de licenciamento ambiental: obras de saneamento básico, manutenção de estradas e portos, atividades agropecuárias, entre outras.

Assim como o PL 2.362/19 visava extinguir por completo as Reservas Legais, para que então, ocorresse a expansão agrícola e o desenvolvimento do país, o PL 3.729/04 propôs a flexibilização do licenciamento ambiental. Porém, ao contrário do que fora argumentado por parte de apoiadores, tais Projetos afetam a biodiversidade e os serviços ecossistêmicos, e por consequência, o bem-estar humano e as mudanças climáticas do país.


Ainda, de acordo com deputado Darci de Matos (PSD-SC), o PL (3729/04) vai “desengessar” o Brasil, gerando empregos e aumento de renda, aquecendo a economia brasileira. Fica claro que flexibilizar o licenciamento geraria ganhos a curto prazo. Porém, a longo prazo, biomas de grande valor para o Brasil podem ser ameaçados.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo