Copom sobe taxa de juros | MINUTO DE ECONOMIA


Copom sobe taxa de juros a 11,75% e indica Selic subindo a 12,75% em maio…

  • Conforme esperado, o Comitê de Política Monetária anunciou a decisão de subir em 1 p.p. a taxa básica de juros da economia brasileira.

  • O comunicado indicou novo aumento de 1 p.p. na reunião de 3 e 4 de maio, o que faria a Selic chegar a 12,75%, maior valor desde 2017. Tal anúncio pareceu precipitado diante de tantas incertezas na economia mundial.

  • Outros destaques do comunicado:

  1. O conflito Rússia e Ucrânia cria incerteza na economia mundial e pressão inflacionária adicional através da elevação no preço de commodities;

  2. Inflação subjacente, isto é, sem as oscilações transitórias, continua pressionada;

  3. A atividade surpreendeu positivamente, tendo o PIB do 4º tri/21 vindo acima da expectativa de mercado;

  4. Em contraste, a inflação medida pelo IPCA surpreendeu negativamente vindo acima do esperado, situando-se em 10,54% no acumulado de doze meses até fevereiro, mais do que o dobro do teto da meta para 2002 (5%); e

  5. Incerteza fiscal continua a representar um problema.

  • O cenário observado pelo Copom indica uma maior necessidade de aumento na taxa de juros dado que a inflação não cede e a atividade continua relativamente aquecida. O comunicado reafirmou a intenção de trazer a inflação para as metas em um horizonte mais amplo, de 2022/23.

  • O aumento na taxa de juros internacional, como indicado pelo FOMC hoje para a taxa dos EUA, deve exercer uma força altista sobre o preço do dólar.

  • O Quadro registra algumas variáveis relevantes.


0 visualização0 comentário