MINUTO DE ECONOMIA


Forte recuperação no mercado de trabalho leva taxa real de desemprego a 18%, menor nível desde maio de 2020…  

  • A taxa de desemprego no trimestre móvel encerrado em agosto caiu de 13,7% para 13,2% A queda foi superior às expectativas do mercado e da GO Associados (13,5%).  

  • A queda na taxa de desemprego reflete a retomada da atividade econômica, principalmente do setor de serviços. 

  • A taxa de participação, que chegou a cair 7 p.p. no auge da pandemia continua o processo de recuperação, chegando a 58,6% em agosto. Este valor ainda abaixo do nível pré-pandemia, aproximadamente 61%.

  • A taxa real de desemprego calculada pela GO Associados caiu novamente, de 19,1% para 18%. Em relação ao pré-pandemia, o número de pessoas ocupadas superou a casa de 90 milhões, o maior valor desde fevereiro de 2020.

  • O espaço entre a taxa real de desemprego e a oficial continua a diminuir; desde o ponto mais crítico da pandemia, a população ocupada total aumentou 8,5 milhões de pessoas.

  • Neste cálculo o nível de participação da força de trabalho é mantido constante em relação à população acima de 14 anos com base nos dados de 2019/20.  


  • O crescimento da força de trabalho reflete o crescimento populacional ponderado por uma taxa de participação “normal” no mercado de trabalho.  

2 visualizações0 comentário