MINUTO DE ECONOMIA


COPOM CONSIDEROU AUMENTO SUPERIOR A 1 P.P NA TAXA BÁSICA DE JUROS NA ÚLTIMA REUNIÃO…

  • O Banco Central publicou na manhã desta terça-feira a ata da última reunião de política monetária do Copom. O documento confirma que o comitê discutiu aumentar o ritmo de aumento na taxa de juros. Entretanto, considerando as expectativas para 2022 de inflação e juros, de 4,12% e 8,5% respectivamente, o Copom avaliou que a política monetária com aumento de 1 p.p. será contracionista o suficiente neste momento.

  • Além disso, o peso de itens com altas e baixas muito intensas nas projeções de inflação, como o petróleo por exemplo, e a situação complexa de normalização pós-pandêmica são outros motivos para o Copom manter o ritmo atual.

  • A ata confirmou a perspectiva de alta de 1 p.p. na próxima reunião, em 27 de outubro. A GO Associados projeta outro aumento na reunião de dezembro, fazendo a taxa básica de juros chegar a 8,25% no fim do ano.

  • Apesar da manutenção do ritmo de alta, o Banco Central admite que há um viés altista nas projeções de inflação, o que se observa pelo Boletim Focus: a expectativa para o IPCA de 2021 sobe há 25 semanas consecutivas. Para 2022 a projeção aumentou nas últimas 10 semanas.

  • Este viés está ligado principalmente ao risco fiscal. Isto ocorre mesmo com a melhora dos dados, com o aumento da arrecadação sendo o principal fator. O risco de novos estímulos fiscais e “dribles ao teto” continua a ser uma das principais preocupações do Banco Central.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo