MINUTO DE ECONOMIA


Produção Industrial de maio interrompe sequência de quedas do fim do 1º tri…

Produção industrial cresceu 1,4% em maio, resultado ligeiramente abaixo da expectativa do mercado (1,7%). No acumulado de 12 meses, todas as categorias apresentam alta, com o destaque sendo o crescimento de bens de capital (14,1%).

No comparativo com abril de 2020, o pior mês da pandemia, houve uma alta de 24%. Em 12 meses, a alta na produção industrial é de 4,1%. O setor industrial voltou a apresentar crescimento após três meses de queda. Os itens de destaque foram produtos alimentícios (2,9%, em abril havia caído 3,2%); produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (3,0%), e indústrias extrativas (2,0%), com o terceiro mês seguido de crescimento.


O que vai mexer com as expectativas na próxima semana…    


No cenário doméstico:   


O principal destaque da próxima semana será a divulgação do IPCA de junho na quinta (8). Esta divulgação será importante dado que não há consenso no mercado sobre a magnitude do aumento da Taxa Selic que ocorrerá próxima reunião do Copom (0,75 p.p. ou 1 p.p). Na quinta ocorrerá o depoimento do líder do Governo na Câmara Ricardo Barros (PP-PR) na CPI da Covid. O parlamentar é apontado como personagem central na denúncia sobre esquema de corrupção envolvendo a compra de vacinas.


Na Câmara é importante observar as discussões acerca do PL 2646/20, relatado pelo Deputado Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) que institui um novo tipo de debêntures de infraestrutura. É esperado que o projeto seja votado na Câmara ao longo do mês de julho. A diferença básica do novo título de infraestrutura para a debênture incentivada é onde reside o benefício fiscal, que passa a ser do emissor. No Senado chama atenção a perspectiva de sabatina e votação para o indicado a novo Presidente do Cade, Alexandre Cordeiro Macedo, que hoje é superintendente desta autarquia.


Na quarta (7) será divulgada a Pesquisa Mensal do Comércio de maio; em abril o varejo apresentou crescimento de 1,8%. A projeção da GO Associados é de crescimento de 1% em relação a abril.


No agro, atenção para o efeito das geadas em diversas culturas do sul do Brasil como milho e trigo. É possível que a diminuição da produtividade destas culturas tenha impactos inflacionários.


Na sexta não haverá negociação na B3 dado o feriado estadual em São Paulo. Este é o último ano em que a B3 irá considerar feriados municipais e estaduais em seu calendário.


No cenário internacional: 


No cenário internacional, o principal destaque será a divulgação da ata da última reunião do FOMC na quarta (7). Além disso, a divulgação do índice de Compras dos Gerentes (PMIs) para o setor de serviços ocorrerá na terça (6) para a Zona do Euro e na quarta para o EUA.


Ontem a Câmara dos Deputados dos EUA aprovou um pacote de US$ 715 bilhões focado no setor de infraestrutura e no combate às mudanças climáticas. Esta medida agora será analisada pelo Senado.


A onda de calor extremo que atinge o EUA e o Canadá também deve prejudicar as culturas da região, principalmente milho e cebola. No caso do oeste dos EUA, o fenômeno se soma à atual seca da região.


As bolsas do EUA não funcionarão dado o feriado de 4 de julho, que ocorre no domingo.

Posts recentes

Ver tudo