MINUTO DE ECONOMIA



Produção de petróleo faz setor industrial cair 1,3% em abril…


A produção industrial caiu 1,3% abril, o resultado foi pior do que a expectativa do mercado, queda 0,1% e um pouco melhor do que a projeção da GO Associados, que indicava queda de 1,5% no mês. No comparativo com abril de 2020, o pior mês da pandemia, houve uma alta de 34,7%. Em 12 meses, alta na produção industrial é de 1,1%.


Foi o terceiro resultado negativo consecutivo do índice, que acumula perda de 4,4% no período. A produção industrial está 1% abaixo do patamar pré-pandemia. Dentre as categorias econômicas, apenas os bens de capital não caíram em março (2,9%). A maior queda foi de bens de consumo (-0,9%), acumulando uma queda de 2,7% em 12 meses.



Em relação aos setores, a principal contribuição para o resultado negativo foi da indústria de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-9,5%). A produção de produtos alimentícios caiu -3,4%.


Ao contrário de março, em que a indústria de automóveis havia caído 9,2%, em abril houve crescimento de 1,4%. Entretanto, a falta de insumos para o setor automobilístico continua a preocupar para os próximos meses. A Volkswagen anunciou na última segunda interrupção da produção por 10 dias por este problema. A produção industrial é o primeiro indicador do segundo trimestre e continua a mostrar que, apesar da recuperação em V como observado na última divulgação do PIB, a pandemia continua afetando a economia de diversas maneiras.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo