MINUTO DE ECONIMA


Mesmo em ano eleitoral, as concessões no país devem gerar mais de R$ 100 bilhões em investimento…

  • Uma área pouco falada nestes últimos dois anos é a de concessões de projetos de infraestrutura. Segundo levantamento da GO Associados, somando as concessões de ativos federais e as que tiveram participação direta do PPI ou BNDES, os investimentos somam cerca de R$ 168 bilhões, com uma outorga de R$ 136,9 bilhões.

  • Este montante leva em conta o leilão do bloco 3 da Cedae, a ser realizado na próxima terça-feira e que tem projeção de investimentos de R$ 4,7 bilhões.

Montante de investimento entre 2019 e 2021 é de R$ 168 bilhões



  • As perspectivas para 2022 são de que esta área de concessões não desacelere mesmo considerando o ano eleitoral.

  • Levantamento usando informações do PPI, BNDES e os programas de parcerias estaduais indica forte possibilidade de ocorrerem pelo menos mais 22 leilões ao longo do próximo ano, gerando R$ 117,5 bilhões de novos investimentos em infraestrutura.

  • Alguns leilões se destacam pelo alto volume de investimentos previstos como as Rodovias Integradas do Paraná em que a malha estadual deve ser dividida em seis lotes com previsão de investimento total de mais de R$ 44 bilhões.

  • A Ferrogrão teve processo de concessão paralisado por uma ação que questiona a alteração dos limites do Parque Nacional do Jamanxim, no Pará. O julgamento no plenário do STF está marcado para 15 de junho do próximo ano. A projeção de investimento deste projeto é de R$ 25,2 bilhões.

Leilões em 2022 devem ter Rodovias e Ferrovias como destaque


  • Além dos projetos de concessão, alterações legislativas ao longo de 2019-21 devem ter forte efeito sobre os investimentos previstos. Chama atenção principalmente o novo marco das ferrovias, em vigor via Medida Provisória e que foi à sanção após aprovação na última semana.

  • Segundo o Ministério da Infraestrutura, foram recebidos até o momento 36 requerimentos de autorização ferroviária, totalizando 7,8 novos km de ferrovias e investimentos na ordem de R$ 115 bilhões.

  • Alguns desses projetos estão mais avançados, no início de dezembro foram assinados os termos permitindo a construção e operação de nove trechos que totalizam mais de R$ 50 bilhões em investimento e mais de 3,5 mil km de malha ferroviária nova.


0 visualização0 comentário