MINUTO AGRO



Exportações de cafés bate recorde no Brasil…

  • Entre o período de junho/20 e junho/21, as exportações de café somaram 45,59 milhões de sacas de 60kg, sendo 13,3% maior que a safra 2019/20. Ainda, de acordo com o Cepea, a maior quantidade exportada tinha sido registrada em 2018/19, com um volume de 41,4 milhões de sacas.

  • A alta das exportações está ligada, principalmente, ao aumento de produção na safra 2020/21 e a valorização do dólar frente ao Real, elevando a competitividade do café brasileiro no mercado externo.

  • Analisando o período em que as geadas começaram no Brasil, os preços do café arábica e robusta avançaram nos últimos dias, em função da valorização externa e da frente fria que permanece no país. O preço da saca de café arábica passou de R$831,81 a R$960,50 entre 25/06 e 21/07. O café neste mesmo período passou de R$492,72 para R$553,43.

Preços do café arábica e robusta nas últimas três semanas


  • Nos últimos dias, as geadas foram mais intensas e mais abrangentes nas lavouras cafeeiras, comparado com a última semana de junho. Conforme a Cooperativa de Cafeicultores e Agropecuaristas (Cocapec), estima-se uma perda de 5 mil hectares na Alta Mogiana, São Paulo. Além desta região, parte do Cerrado Mineiro e Serra da Mantiqueira também foram atingidas.

  • Com relação aos preços, esse fenômeno deve refletir no aumento dos preços do produto para a safra 2022. Enquanto isso, o mercado reagiu as geadas e concluiu o pregão na Bolsa de New York com mais de 900 pontos de valorização. A tendência é subir mais!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Boletim Focus:

novo aumento na projeção do IPCA e queda na expectativa de crescimento para o triênio 2021/2023 são analisados pela GO Associados Especialistas abordam o impacto da desaceleração no crescimento econôm